Primatas News

A próxima grande ameaça ao mico-leão-dourado: febre amarela

A febre amarela, transferida das pessoas pelos mosquitos, está colocando em risco a recuperação do mico-leão-dourado. Em maio de 2018, a primeira morte de um exemplar da espécie foi registrada no ambiente natural após um surto da doença em todo o Brasil. Preocupantes 32% da população desapareceram no ano seguinte. Segundo especialistas, a doença pode fazer retroceder em trinta anos os esforços de conservação da espécie.