Notícias ambientais

A Mongabay é uma agência de notícias sobre conservação e ciência ambiental sem fins lucrativos. Nosso objetivo é inspirar, educar e informar.

Pastagens tomam lugar de floresta primária intacta em área protegida da Amazônia

Desde que foi criada, em 2006, a Área de Proteção Ambiental (APA) Triunfo do Xingu, no Pará, já perdeu 35% de suas florestas primárias. A APA foi criada para servir como zona de amortecimento para áreas vulneráveis adjacentes, tais como a Terra Indígena Apyterewa e a Estação Ecológica Terra do Meio, mas o desmatamento se espalhou para ambas as reservas.

Suíça promete acabar com importação de ouro ilegal de Terras Indígenas brasileiras

A Suíça é o segundo maior comprador do ouro brasileiro, atrás apenas do Canadá. Importou do Brasil 24,5 toneladas do metal precioso em 2021. O país europeu também abriga algumas das principais refinarias de ouro do mundo. No final de julho, essas refinarias assinaram uma declaração pública em que condenam o garimpo ilegal e se comprometem a rastrear e identificar a origem do metal para evitar o processamento de ouro extraído ilegalmente de Terras Indígenas da Amazônia brasileira.
Grupo Pataxó em ação de retomada de seu território em plantação de eucaliptos. Foto: Rodrigo Mãdy Pataxó/arquivo pessoal

Povo Pataxó ocupa plantação de eucaliptos e busca recuperar suas terras no sul da Bahia

Em 22 de junho, um grupo de quase 200 indígenas Pataxó ocupou uma plantação de eucaliptos dentro de seu território demarcado na Bahia, incendiando as árvores. A retomada ocorre num contexto de crescente resistência à expansão dos eucaliptos na Bahia e deflagra a frustração dos povos indígenas com a lentidão do processo para ganhar plenos direitos legais sobre suas terras.
Grupo Pataxó em ação de retomada de seu território em plantação de eucaliptos. Foto: Rodrigo Mãdy Pataxó/arquivo pessoal

Perda de habitat e mudanças climáticas devolvem arara-azul à lista de espécies ameaçadas

A arara-azul, o maior psitacídeo do mundo, está prestes a voltar à lista de espécies ameaçadas do Brasil, menos de uma década depois que intensos esforços de conservação a tiraram da lista. Especialistas em conservação atribuem a queda na população dessas aves à perda de habitat devido aos incêndios no Pantanal e ao desmatamento contínuo na Amazônia e no Cerrado.

Capital estrangeiro empodera frigoríficos do Brasil e ajuda a desmatar a Amazônia

Para conquistar o mercado mundial, os três grandes frigoríficos brasileiros – JBS, Marfrig e Minerva – foram atrás de capital estrangeiro. Hoje são todos transnacionais, com os fundadores originais possuindo apenas ações minoritárias. Investidores estrangeiros, incluindo empresas de gestão de ativos e fundos de pensão, agora possuem grandes participações, o que significa que cidadãos comuns nos EUA e na Europa estão ajudando a financiar o desmatamento da Amazônia por meio de seus investimentos.

Projeto de mina de potássio ameaça povos indígenas na Amazônia

Mineradora de capital canadense finalmente deu início a um processo de consulta aos indígenas que vivem na área – mais de uma década depois de chegar à região e começou a prospectar potássio. A Potássio do Brasil prometeu empregos e prosperidade ao município de Autazes, mas as comunidades indígenas Mura temem que a mina possa poluir os rios, matando os peixes dos quais dependem para sobreviver.

No ritual de Bilibeu, indígenas Akroá Gamella celebram sua luta pela terra

Esculpido em madeira e retinto como o breu, o santo que concede fertilidade à terra, aos animais e às mulheres é cultuado todos os anos na Baixada Maranhense, no território do povo Akroá Gamella. O ritual, que sincretiza elementos do catolicismo, dura quatro dias e tem como ápice uma caminhada de indígenas personificados como cães de caça em busca de comida e bebida para oferecer a São Bilibeu.